53 municípios paranaenses recebem ofício do MP de Contas – Ministério Público de Contas do Estado do Paraná
53 municípios paranaenses recebem ofício do MP de Contas
Publicação em 6 de junho de 2018

O MP de Contas do Paraná encaminhou ofício à 53 municípios do estado solicitando esclarecimentos sobre a existência de formas de controle na gestão de medicamentos. Esses municípios fazem parte do escopo de análise do projeto do órgão ministerial, que tem por objetivo levantar possíveis irregularidades na contratação de médicos plantonistas e compra de medicamentos.

Entre as informações requeridas pelo MP de Contas questiona-se se a há nos municípios comissão de recebimento de medicamentos para contratos de valor superior a 80 mil reais; se existe controle de entrada e saída dos medicamentos adquiridos por dispensa de licitação e sobre os que vão para as farmácias do município; se há controle de dispensação com identificação do paciente e controle sobre o sistema de gerenciamento de prescrições médicas com a dispensação dos medicamentos.

O ofício foi encaminhado aos municípios paranaenses com mais de 30 mil habitantes, entre eles Almirante Tamandaré, Apucarana, Arapongas, Araucária, Assis Chateaubriand, Bandeirantes, Cambé, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Campo Mourão, Cascavel, Castro, Cianorte, Colombo, Cornélio Procópio, Dois Vizinhos, Fazenda Rio Grande, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Guarapuava, Ibiporã, Irati, Ivaiporã, Jacarezinho, Jaguariaíva, Lapa, Laranjeiras do Sul, Londrina, Mandaguari, Marechal Cândido Rondon, Marialva, Maringá, Medianeira, Paiçandu, Palmas, Palmeira, Paranaguá, Paranavaí, Pato Branco, Pinhais, Piraquara, Pitanga, Ponta Grossa, Prudentópolis, Rolândia, Santo Antônio da Platina, São José dos Pinhais, São Mateus do Sul, Sarandi, Telêmaco Borba, Toledo, Umuarama, União da Vitória.

Até a presente data o MP de Contas recebeu resposta apenas do município de Prudentópolis.